domingo, 9 de outubro de 2011

Dia das Crianças especial em Bertioga: Teatro de Fantoches ensina a cuidar dos animais.


Crianças e adolescentes aplaudiram a apresentação/Fotos de Ricardo Osman
                              
                     Em homenagem ao Dia das Crianças, professores e estudantes de Medicina Veterinária da FMU desembarcaram no sábado, dia 8 de outubro, no bairro Jardim Indaiá, em Bertioga, levando além dos estetoscópios e equipamentos para exames de sangue e de fezes de animais, bonecos do Teatro de Fantoches. Eles apresentaram às crianças e adolescentes os personagens vira-lata Salgadinho, os cachorrinhos Estrela e Zezinho, e o Doutor (o veterinário). A peça ensina os cuidados básicos com animais de estimação, como o banho, o uso de coleira e a necessidade de vacinação e castração. A iniciativa foi aplaudida pela garotada. O teatro faz parte do projeto educacional do Programa do Médico Veterinário da Saúde da Família realizado em Bertioga graças a parceria entre o Centro Educacional FMU e a prefeitura local.
                  _ Quem vai ajudar a encontrar uma casa para o Salgadinho?, perguntou a personagem Estrela às crianças.
                  _ Nós vamos, nós vamos... respondeu a animada platéia.
                  _ Mas antes vamos trocar o nome do Salgadinho. Cachorro não pode comer salgadinho. Qual o nome que vocês querem dar?
                  _ Totó, Lobinho..., gritaram as crianças. No enredo, o vira-lata Salgadinho, rebatizado como Lobinho, perambula pelas ruas da cidade, mas entra no programa de adoção de animais.
Carla (com o Doutor), Ana (e o Zezinho),
Mirela (com Salgadinho) e Jéssica (Estrela).
 Ao lado, a professora Paulo Bastos.
A peça foi dirigida pela professora Paula Bastos e encenada pelas estudantes Jéssica Bellinazzi (cachorrinha Estrela), Carla dos Santos (o Doutor, o veterinário), Mirela Oliveira (vira-lata Salgadinho/Lobinho) e a voluntária Ana Clara (Zezinho). O texto é uma criação do grupo com a participação do autor deste blog. 
Projetos de educação junto a crianças e adolescentes são de grande importância porque ensinam às novas gerações as medidas de prevenção que podem ser adotadas contra doenças e acidentes. Esses cuidados beneficiam os jovens, os animais e toda a família. A nova geração pode fazer um mundo melhor para todos!
                 


video
                                                       



ATENDIMENTO AOS ANIMAIS
                Muitas crianças e adultos levaram no sábado, dia 8, seus animais de estimação para o atendimento gratuito do Programa do Médico Veterinário da Saúde da Família, coordenado pelo professor Carlos Augusto Donini. Neste dia, foram feitos exames clínicos, de fezes e de sangue nos animais, limpeza de feridas e administração de vermífugos. O grupo integrou a Caravana da Cidadania, uma iniciativa da prefeitura de Bertioga, que ofereceu outros serviços à população. A equipe constatou a incidência grande de pulgas e carrapatos nos animais atendidos e teve a boa notícia de que a maioria dos donos agendou a castração de seus bichos, o que será feito em breve.
                 Uma das primeiras crianças a chegar foi o jovem Lucas, de 10 anos, que vestia camisa da seleção brasileira de futebol, e trouxe para exame o seu cachorrinho Ted, um filhote de 6 meses. Às 10 horas da manhã, Lucas pegou a primeira senha de atendimento. Ele estava acompanhado pelo pai José Rivaldo Severo, de 37 anos, pedreiro. O menino acompanhou curioso o atendimento a seu animal de estimação.

O jovem atento ao exame de Ted

Lucas com o cachorrinho Ted





















Outras crianças levaram seus animais para exames, como Beatriz, de 11 anos, que chegou com o cachorrinho Rincon no colo, e Gabriel, de 7 anos, com Beethoven.

Beatriz e Gabriel, moradores do Jardim Indaiá.


Beatriz na entrevista incial
 

O cachorrinho Rincon, no exame.


OS FILHOTES DE MEL

Professor Donini e um dos filhotes

O professor Donini e a equipe de estudantes de Medicina Veterinária realizaram até um atendimento domiciliar no sábado. O aposentado Jorge Henrique, de 60 anos, moradora da rua Waldemar Costa Filho, no bairro de Jardim Indaiá, procurou o programa e informou que sua cachorra a Mel, uma Cocker, teve cinco filhotes na madrugada. A equipe encontrou Mel e os recém-nascidos em uma casinha ao lado da piscina da casa, sob um guarda-sol.
Como o dia estava muito quente, foi orientada a transferência da casinha para a garagem, local mais fresco. Os filhotes foram examinados e passam bem. O dono recebeu orientação sobre uma dieta reforçada para Mel, a base de ovo cozinho e pequena colher de leite em pó. Orientações simples, sem custos elevados, que garatem a sobrevivência dos filhotes. No final, o aposentado agradeceu: "Venham morar em Bertioga. Estou esperando por vocês."




MAX CHEGA NO CESTINHO DA BICICLETA.


O porteiro Lenilton Batista, de 27 anos, não perdeu
a oportunidade. Ele levou seu cachorrinho Max de bicicleta para o exame veterinário.



                                                                       
                                                    

2 comentários:

  1. Adorei , você sempre pensa nas crianças e cachorros. bjs

    ResponderExcluir
  2. Parabéns mais uma vez Ricardo, cada dia nos surpreendendo mais e mais com a pessoa maravilhosa que você é. Dessa vez além de jornalista voluntário e participante do programa como estudante, foi também um dos colaboradores para a montagem da peça com fantoches. Nos lembrando que as crianças são o futuro... educando-as estaremos criando um mundo melhor para todos, inclusive os animais!!

    ResponderExcluir